.

.

31 de dez de 2010

não importa, a hora ou dia..

Em pleno "ano novo", onde todas as pessoas estão felizes, se enganando com um copo de bebida e forçando sorrisos com familiares que não gostam tanto assim... Vim lhe falar que...
Tenho andando com a cabeça longe, pois, agora estou doente, tenho uma preucupação, algo subliminar para cuidar. Declarações na agenda, um nome rodeado de corações e musicas romanticas cantadas e dedicadas em pensamentos são feitas por mim, coisa que não ocorria a muito tempo, até você chegar, seria um erro fingir que desde o começo não sentia uma empolgação sem tamanho, tantos textos escritos para ti, tantas conversas saiam da minha boca apenas tentando criar a cena de quando o ver, acaba sendo tolice. Afinal... Não, tinha tantos motivos assim para...
Na verdade, tinha! Era lindo, interessante e responsavel, um suposto "bom partido" como os antigos diziam, não digo de conta bancária, e sim de algo melhor... são sentimentos. Me mostrava confiança, romantismo e sinceridade. Sem ao menos tocar, tentava guardar cada detalhe ou palavra. Boba, não?
Eu acho o seu jeito tão encantador, essa maneira de ser tão... lindo e fascinante. A vontande de te conhecer a cada dia mais, cada detalhe e não é maior que a vontande de te sentir perto, aqui! Apenas olhar e  sentir que é tudo verdade.
Estranho, logo que achava que só ia acontecer isso quando realmente quizesse que acontecesse e no fim acabei me perdendo nos minutos diários "ao seu lado", sem ao mesmo ver ou tocar. Parece que já me faz falta. Mal, lhe conheço e já vivo uma eterna saudade! s2'

- B.Carmona
23:47

Nenhum comentário:

Postar um comentário