.

.

27 de set de 2011

Peço pelo meu coração.


Eu não sei como você anda, não sei o que veste e nem o que faz durante o dia quando não está aqui. Apostaria metade de tudo que tenho só para fazer parte da sua rotina e esquecer da minha que vive sem você.
Não quero fazer minhas juras de amor, não precisamos disso. Cada um sabe de sua realidade e da suas obrigações em cada canto.
Tenho que confessar uma coisa: Você é algo que nunca tive por perto e talvez nunca tenha... Então, peço para que fique mais um pouco, que fique sempre aqui. E se quiser um dia vir ver todas as coisas que tenho para lhe mostrar, apareça! Sem avisar, sem esperar... Venha somente. 
Talvez a necessidade de estar perto seja inevitável, quando estou em silêncio teu nome é gritado... Essa coisa de querer você, de te abraçar e te sentir comigo chega ser angustiante, afinal, eu nunca estive tão ligada a ti, logo a você que sempre foi uma ameaça pra mim com esse jeito... esse teu jeito. 
Eu nunca pude lhe ter e já vivo uma eterna saudade, então fique.

22 de set de 2011

Olhe lá fora.


 Não lamento ficar trancada em meu quarto, mas, ultimamente a solidão vem conversando comigo diariamente e toda vez que conversamos ela vem me perguntar: 
- Porque você ainda insiste de esperar?
E sempre digo o mesmo:
- Porque um dia alguém irá reconhecer.
- Bruna Carmona


21 de set de 2011

Agradecimentos Clichês e Importantes para mim.


Ainda lembro que minhas palavras não se continham apenas aqui dentro do meu coração. Resolvi criar uma espécie refugio para fingir ter alguém para contar o que acontecia comigo.
Comecei com uma ideia apaixonada, fui para a frustrante, passei pela angustia e até pelo meu choro de dor.
Cresci, voltei a ser a mesma de sempre.. Depois resolvi não sofrer mais. Parecia uma montanha russa de emoções, milhões de rascunhos e poucos concretizados. 
Era apenas uma Bruna para transcrever todo os sentimentos do mundo.
Tinha pessoas que entendia, outras não botavam fé. 
Era eu por mim mesma e fim. Minhas palavras e meus sentimentos. 
Mas, estou aqui para agradecer a todos que leram, se identificaram, releram. Uns que frequentam diariamente outros por visitar-me de vez enquando. Agradeço a todos que dê alguma forma compreenderam as palavras que gritavam dentro do meu coração.
Obrigado.
- Bruna Carmona



100 Coisas sobre Bruna Carmona (parte XXIV)


96 - Eu não gosto quando me chamam de boba por não ser igual toda menina.
97 - Eu sempre converso com Deus por pensamento.
98 - Eu amo quando alguém por algum motivo pequeno lembra de mim.
99 - Tenho o blog faz um ano.
1OO - Vou contar um segredo: Eu sou a Bruna Carmona :P.

Obrigada à todos que leram todos os itens, agradeço a gentileza e carinho de ter tempo para o mesmo.

100 Coisas sobre Bruna Carmona (parte XXIII)

91 - Nunca pintei as unhas de Vermelho.
92 - Morei em sete casas na minha vida.
93 - Já joguei um aliança de namoro na piscina do meu prédio.
94 - Sinto falta de uma pessoa que jamais vou ter.
95 - Eu tenho um histórico incontável de contas na Internet. rs.

20 de set de 2011

100 Coisas sobre Bruna Carmona (parte XXII)

86 - Sempre que meus pais estão dormindo na sala, confiro se eles estão respirando. :X
87 - Ganhei um anel com uma pedra de Diamante, no meu aniversário de 12 anos. Coisa que nunca aconteceu 
88 - Parei de roer as unhas com 10 anos de idade.
89 - Sinto falta do meu ultimo ano no Mario Marques.
90 - As pessoas não sabem um terço do que elas significam pra mim.

 

1 de set de 2011

Já me viro sozinha!


Minhas aflições já não são mais um incomodo, meu esmalte já não tem que ser da cor que ele gostava.
Eu não tenho mais que contar o meu dia em detalhes, e, nem dizer que senti falta de alguém. Não tenho mais motivos para dar uma satisfação sobre ciumes bobo e sobre como vai meus pensamentos durante a noite, não preciso mais contar a ninguém...  E quando estou com dor, apenas me levanto e vou achar algo que me cure. Se estou triste coloco a minha musica preferida no ultimo volume e finjo fugir do mundo. Quando me sinto feia, bom... Desse problema ainda não me livrei! 
Porem, quando tenho novidades bobas para contar, me calo! E sobre as minhas felicidade instantâneas durante o dia elas continuam sendo apenas minhas felicidade e não das outras pessoas.

Eu não queria, mas, levo a vida sem você.