.

.

31 de mar de 2011

Fazem exatamente quase duas horas desde que ele falou sobre seu desconforto e desde então eu não me aguento sem chorar.

29 de mar de 2011

Bater na porta do coração.


Certa vez alguém disse: "Amor é como um bombom, você abre, se delícia e depois ele acaba". Eu não sei se ele estava certo, mas.... Resolvi a algum tempo seguir o sentimento que está guardado aqui, para tentar provar a mim mesma que o amor é como os planos que determinamos para nossa vida. Você tem cuidar, olhar para para os dois lados, ver que existem riscos mas também há felicidade e talvez isso seja maior que qualquer outra coisa que pode vir depois... E mesmo que não aconteça, você se conforma, porque existiu o  fato de pelo menos "tentar".
Parecendo até mesmo fria, tento dizer que as vezes nossos planos são construidos aos pouquinhos e acredito que amor também é assim, é ir ali todo dia bater na porta do coração dele, para que cada dia fique mais fundo e mais intenso, com a esperança de que, um dia ele veja que não pode mais negar o que sente e perceber que deve se entregar à mim. Tentando provar para nós dois, mas também a esse alguém que disse tamanha bobeira que ele conheceu o que nós construimos ao poucos, porém, juntos.

22 de mar de 2011

De acordo com meus planos...

Eu só estou esperando você dizer que sim, para que entregue não só o meu coração mas também a minha alma.

21 de mar de 2011

Onde Estiver - Nx Zero

Sonhar, e não desistir.
Cair e ficar de pé,
Dar valor depois que passou.
É duvidar da sua fé,
Eu vejo a vida tem vários caminhos.
E entre eles o destino improvisa,
Nos pequenos detalhes da vida,
A resposta está escondida.
Agora o silêncio que ficou
me assusta, porque o silêncio
é a confirmação do fim dos
nossos sonhos...

Autora: Sandra Ribeiro

17 de mar de 2011

Poderíamos Casar. (Versão Completa)


Poderíamos casar. não chegarímos sequer perto do exemplo de família perfeita. teríamos um apartamento, quem sabe uma casa com jardim e um cão com pêlo brilhante. improvável. tomaríamos café as cinco da tarde. você reclamaria o fato de eu ligar o chuveiro horas antes de ir para o banho. eu, por você ter arranhado meu cd de jogo favorito. eu não admitiria o quanto você fica bonito quando bravo e você não diria que lembra da cor do sapato que eu usei quando nos vimos pela primeira vez. discordaríamos quanto a cor das cortinas. não arrumaríamos a cama diariamente, beberíamos juntos em algum club no final de semana. a geladeira seria repleta de congelados e coca-cola, o armário, de porcarias. adiaríamos o despertador umas trinta e duas vezes só para ficarmos horas na cama enrolando e falando qualquer besteira...
você me ensinaria alguma coisa sobre futebol, e eu te convenceria a assistir aquele filme no cinema. sentaríamos na sala de pijama e pantufas, você iria direto para o caderno de esportes no jornal e eu comentaria alguma notícia qualquer. você saberia o nome do meu perfume, eu saberia onde você largou a última edição da revista de música. sairíamos pra jantar em algum dia de chuva e não nos importariamos em chegarmos encharcados. dormiríamos com o computador ligado. nos beijaríamos no meio de alguma frase. você pegaria no sono com a mão no meu cabelo e eu, escutando sua respiração. eu riria sem motivo e você perguntaria porque, eu não responderia. saberíamos. poderíamos casar.

15 de mar de 2011

9 de mar de 2011

Nos últimos momentos...


"Eu vou sentir a sua falta!". Foi o que disse quando o abracei, por alguns segundos, parecia que aquela longa jornada de solidão e angustia tinham valido a pena, me senti forte e madura o suficiente para entregar meu coração novamente a ele; pronta para ama-lo mais do que nunca pronta para me sentir de novo nos braços do menino que mais amei na vida.

4 de mar de 2011

"Parece que foi um final de semana" foi o que ele me disse, passou um tempo depois...

 tem coisas que não mudam, algumas delas é o grande amor que tenho por você

Rafael de Azevedo diz (22:47)
Oi bru, eu ainda amo você ok? Logo logo estou te vendo de novo com frequencia, te levando pra sair, pagando umas ÁGUAS DASUDAHUDHDUDUD É, seria legal, eu queria poder fazer tudo isso, por enquanto você não pode, mas eu prometo que um dia te levo embora e te mato todas as vontades, ok? Saudades de ter ver todo dia, mais uma vez, te amo.