Pular para o conteúdo principal

Bater na porta do coração.


Certa vez alguém disse: "Amor é como um bombom, você abre, se delícia e depois ele acaba". Eu não sei se ele estava certo, mas.... Resolvi a algum tempo seguir o sentimento que está guardado aqui, para tentar provar a mim mesma que o amor é como os planos que determinamos para nossa vida. Você tem cuidar, olhar para para os dois lados, ver que existem riscos mas também há felicidade e talvez isso seja maior que qualquer outra coisa que pode vir depois... E mesmo que não aconteça, você se conforma, porque existiu o  fato de pelo menos "tentar".
Parecendo até mesmo fria, tento dizer que as vezes nossos planos são construidos aos pouquinhos e acredito que amor também é assim, é ir ali todo dia bater na porta do coração dele, para que cada dia fique mais fundo e mais intenso, com a esperança de que, um dia ele veja que não pode mais negar o que sente e perceber que deve se entregar à mim. Tentando provar para nós dois, mas também a esse alguém que disse tamanha bobeira que ele conheceu o que nós construimos ao poucos, porém, juntos.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Direta.

Começo dizendo que tentei, de primeira, de ultima, uma, duas, três vezes... Você por algum motivo fingiu não ver o quanto protegi toda sua historia e a valorizei contando partes do passado enquanto a gente jogava conversa fora. Me declarei, li, fingi que não li, fingi entender e entendi. E dessa vez, os lados mudaram, não é que tu não seja feito pra mim, a real é que não nasci pra você. Sua forma fria de ser, congelada todo amor que tenho em mim.  Não vou me prolongar, vilão mesmo é meu pensamento criando toda aquela historia que você nunca deixou contar....
- Bruna Carmona