.

.

23 de out de 2010

Amor. Amor!

Quem me vê pensa que lamento do amor não chegar até mim. Quem pensa isso, está errado, nunca lamentei de ele não chegar. Eu apenas descrevo o que sinto ao mesmo tempo em que penso que ele não serve para deixar alguém mais completo, acredito que não ter algo que faça doer sua barriga te deixa com a impressão de que você está mais vazio. Amor é algo que é contraditório, uma hora você o adora outra você não quer nem pensar em amar de novo. A palavra Amor é difícil de argumentar, nem o mais intelectual pode definir direito o amor, muito menos quem o sente. É algo subliminar, sem um porquê ou pra quê, não vem modo de usar.
Considero esse tal de "amor" como uma pessoa, alguém que tem vida própria e sem mais e menos bagunça pedacinhos de nossos corações e faz trocas entre as pessoas enquanto elas estão distraídas, muito atrevido. O Amor é moleque, muita das vezes brinca com o sentimento de alguém que não o conhece direito, faz ela se confundir com a Paixão ou até o Gostar e quando ela vê lá está ela total dependente do maldito do tal Amor.
Amor. Amor. Amor. A quem diga que amor nos faz rejuvenescer outros diz que ficamos um tanto quanto cegos, talvez, o amor não nos deixa cego, mas sim faz com que vejamos a melhor parte de alguém... A mais importante, no caso os defeitos ficam para trás.
Já parou para pensar nas pessoas que nós julgamos não ter o amor dentro de sí, o quanto elas são medrosas? Elas têm tanto medo do amor, que preferem nem ao menos experimentar ter borboletas na barriga ou até deixar uma historia de um casal a comover. Acredito que são pessoas vazias, que tem medo de se aventurar com nosso famoso Amor. Mesmo com efeitos colaterais, ele nos deixa muitas das vezes com a melhor parte as lembranças que fomos felizes. Ai a Saudade vira parceira e ambos se juntam para te fazer relembrar daquela época onde você sorria sem um porque e fazia pequenas declarações de afeto escondidas do mundo. O amor é algo que não se limita, viver com o amor é saber que uma hora a Adrelina, o Desespero ou até a Tristeza irá te visitar e confirmar se o Amor que vive com você é verdadeiro.
E há ainda quem diga que ele não existe. Mentira! Não há como ele não existir, todo o nosso nervosismo ao encontrar alguém ou aquela dorzinha de barriga antes de um beijo, não é amor? Confesso que não tenho muito jeito para especificar o que realmente é, mas, o Amor é isso! Serve para nos confundir, não descrever.. E sim esperar ele vir para dentro de você.
E você o que pensa sobre o Amor?

Nenhum comentário:

Postar um comentário