.

.

1 de nov de 2010

mais uma vez...

Me coloquei diante a minha situação que parecia meio impossível, quem aos seus planos 17 anos fica uma boa parte em casa? Sim, aos dezessete anos, você tem festas, churrascos, passeios e tudo que qualquer adolescente tem! Mas, eu vi que a historia comigo era diferente....
Acho que Deus tem um plano pra mim ou me colocou dessa maneira limitada por algum propósito, porém, esse plano é algo que chega a doer e faz você repensar em tudo que fez até o presente momento e chegar a conclusão de que: Será que realmente vale a pena?. Diante de uma cena tentadora onde todos se divertem e jogam conversa, me vejo prostrada diante um computador onde posso afogar qualquer tipo de mágoa ao som de uma música triste pensando que talvez seria melhor fazer algo diante a isso!
Certo?
Não, por mais que eu pense em todos os jeitos de convencer alguém a me deixar ser um pouco mais "normal", talvez eu não queira entrar totalmente nesse mundo, afinal, é deprimente olhar alguém que se jogou ao rumo da ilusão. Acredito que daqui por diante, as coisas irão melhorar, com a idade vem responsabilidades e confiança de quem te ama muito. Os conceitos de liberdade criados em minha mente é super convencional diante de uma juventude precoce, onde fazemos coisas simples, sem uma famosa atividade chamada "pegação" ou "bebedeira", nunca fui disso nem quero ser, tenho pena do vulgo "pegador" e a famosa "vadia", acho indigente beijar alguém sem um propósito especial.
Acho que vocês podiam ao menos procurar o que passa em minha cabeça, saber que ando sofrendo por motivos pequenos, que se resolveria se vocês me deixassem me divertir além de uma musica um pouco mais alta e altas horas adentro na frente de um pc.

- B. Carmona

Nenhum comentário:

Postar um comentário