.

.

24 de out de 2011

É fazer questão de viver.

 
Não tinha muito acrescentar, era apenas o meu cotidiano com alguns fatos diários.
Fiquei me perguntando em que te traria tudo isso, o que mudaria, o que aconteceria se falasse, se revelasse o que se passa na mente, o que o coração conta como novidade, que grita de felicidade.
Pensei por horas, imaginei todos os minutos, lembrei dos detalhes, era somente minha mente conversando com meu coração fazendo milhões de perguntas da qual não se encontrava nenhuma resposta.
Pedi desculpas a minha mente, mas, meu coração fez a condição de continuar com a história... Insistir no sentimento, sem ao menos acreditar que terei algum arrependimento.


Nenhum comentário:

Postar um comentário